Método Pilat ou Indução Miofascial

Vou iniciar uma série de artigos, com informação que encontrei aqui e ali. Há vários métodos de trabalhar a fáscia. O método que ensino é para mim, o mais completo possível. Claro que se fazem opções de técnicas e existe sempre um estilo próprio ou uma forma de ensinar e trabalhar própria que difere de Terapeuta para Terapeuta. Por intermédio de uma aluna de Espanha já tive oportunidade de estudar o Livro de Indução Miofascial de Andrzej Pilat é um método muito interessante com muitos pontos de contacto com o que eu pratico e ensino. Recentemente Andrzej Pilat esteve em Portugal a ensinar o seu curso. Extrai esta informação do mesmo:

pilat

“A Indução Miofascial é um método de avaliação e de tratamento das disfunções do sistema fascial com o objetivo de aliviar a dor e as suas restrições, restaurando assim o equilíbrio da função corporal. Consiste na aplicação da combinação de pressões mantidas, posicionamentos específicos e estiramentos muito suaves.Na última década, o tema fáscia e as técnicas de indução miofascial, têm ganho na terapia manual, um papel fulcral, sendo esta uma temática cada vez mais estudada e parte integrante das técnicas utilizadas pelos melhores fisioterapeutas a nível mundial.Conduzido pelo criado do método Andrzej Pilat, este curso abordará as melhores técnicas de Indução Miofascial, garantindo-lhe a possibilidade de adquirir uma importante arma terapêutica, exclusiva a um grupo restrito de profissionais, ao mesmo tempo que priva e partilha da experiência de um dos maiores experts em fáscia em todo o mundo.É hoje sabido que as restrições do sistema miofascial são responsáveis pela presença de dor e limitação de movimento, representando assim importantes entraves à recuperação total do paciente.A fáscia corporal é um tecido contínuo envolvendo todas as estruturas somáticas, viscerais e meninges. É possível afirmar que a fáscia é o material circundante envolve todas as estruturas do corpo e as liga entre si, oferecendo a sua proteção.Além das funções de suster e participar no movimento corporal, é responsável por outras atividades biomecânicas e bioquímicas. A fáscia assegura a proteção e autonomia de cada músculo e víscera, mas também reúne os separados componentes corporais em unidades funcionais estabelecendo uma espécie de uma ininterrompida rede de comunicação corporal.Em relação ao aparelho locomotor definimos a fáscia como o tecido conetivo denso e irregular que forma as aponeuroses, cápsulas articulares, envolvimentos musculares, e organizando-se ao largo das linhas de tensão, formando também as estruturas ligamentares e tendinosas.Na última década, as técnicas de Indução Miofascial ganharam na fisioterapia um campo sem precedentes. Considera-se que a Indução Miofascial é a peça que faltava na cadeia na intervenção em terapia manual, para o restauro da função e do alívio da dor.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s